Voltar ao início

Hospital

O Hospital

O Hospital do Círculo possui uma das mais modernas e completas infraestruturas de saúde, sendo referência no Rio Grande do Sul, por seu atendimento humanizado, parque tecnológico e especialidades médicas. É certificado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) como Acreditado com Excelência – Nível 3.

Nossa atuação

Certificações

O Hospital do Círculo é certificado pela Organização Nacional de Acreditação como Acreditado com Excelência – Nível 3.

ONA

Nossas equipes

As equipes profissionais do Hospital do Círculo são referência na área de saúde hospitalar. A Instituição mantém times multidisciplinares de médicos intensivistas, médicos especialistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos. Essa sinergia entre os profissionais garante um trabalho assistencial de alto nível a pacientes e familiares.

Humanização

Dentro da filosofia de tratar a internação hospitalar de forma menos traumática possível, o Hospital do Círculo mantém um cuidado constante com seus pacientes e familiares para que possam enfrentar, da melhor forma possível, os momentos delicados que ocorrem durante a doença e a internação.

Especialidades Referências

O Hospital do Círculo conta com atendimento completo na área de cardiologia: atendimento de urgência, diagnóstico, tratamento, cirúrgico e recuperação. A Emergência se diferencia por manter cardiologista 24 horas e conta ainda com a Unidade de Dor Torácica (UDT), apta a realizar o diagnóstico diferencial e o tratamento adequado

Agregada à estrutura do hospital, o Instituto do Coração da Serra Gaúcha (INCORSG) alia a alta tecnologia para diagnóstico e tratamento de pacientes cardíacos. Conta com hemodinâmica, estrutura de exames e equipe médica de cardiologistas. O hospital conta ainda com bloco cirúrgico equipado para procedimentos cardíacos, além da estrutura qualificada para recuperação de pacientes em UTI.

O Círculo Saúde tem a maior preocupação em dar conforto e atendimento individualizado para as crianças internadas no seu hospital , e isso inclui a possibilidade da permanência constante com os pais ou com outro familiar que lhes façam companhia. Todos os quartos foram cuidadosamente decorados com pintura das paredes envolvendo temas e personagens infantis. A pediatria possui estrutura completa desde o atendimento de consultas e urgência na Emergência do hospital, até atendimento cirúrgico, internação clínica, e CTI Neo-pediátrica. Também conta com uma sala de recreação equipada com biblioteca e brinquedos diversos, para que as crianças possam aceitar, da melhor forma possível, a estadia no hospital.

O diferencial é o plantão gineco-obstétrico que funciona 24h , o que torna o hospital da Operadora, o único hospital privado da região com médico 24 horas. Possibilita atendimento completo de urgências, diagnósticos e exames, principalmente para gestantes de alto risco. Todo esse aporte é acompanhado por uma equipe multidisciplinar desenvolvida constantemente para dar apoio e atendimento especializado necessário para a mãe, o bebê e a família.

Nossa História

O primeiro passo para a construção do Hospital do Círculo foi dado em 1982,

quando fora registrado em ata o interesse da Instituição em adquirir um terreno para esse objetivo. Isso aconteceu oficialmente em 1985, com a aquisição da área, no bairro Jardim América, em Caxias do Sul.

Em 1986, inicia-se a terraplanagem

e dois anos depois as obras de construção. Elas seguem até 1994, quando se conclui o Pronto-Atendimento Ambulatorial. Naquele mesmo ano, iniciam-se as atividades da UTI geral, área materno-infantil, berçário, centro obstétrico.

A inauguração oficial do Hospital do Círculo ocorre em 08 de setembro de 1995

com o início das internações e salas de cirurgia. O ato foi um divisor de águas na história da saúde em Caxias do Sul e região.

Nos anos seguintes, o Hospital do Círculo seguiu a conclusão de espaços e a ampliação de leitos e da estrutura. Um dos destaques foi a chegada de equipamentos de alta tecnologia, importados da Alemanha e dos Estados Unidos.

Outros marcos importantes da história do Hospital do Círculo foram a abertura do plantão obstétrico e pediátrico, em 2009, e a implementação de novos modelos assistenciais, em 2007.

Já em 2009, o Hospital do Círculo conquistou o selo de Acreditação, conferido pela ONA

O título de Acreditação Plena foi conquistado alguns anos mais tarde, em 2018. Por fim, em 2021, a conquista da Acreditação com Excelência, o mais alto nível de qualidade.

A partir de 2020, a Instituição passou a receber diversas obras de modernização da sua infraestrutura.

Foram adquiridas novas camas hospitalares de alta tecnologia, modernizados setores de internação, renovadas áreas de Emergência e Centro Cirúrgico. O Hospital também recebeu uma das maiores plantas de energia solar fotovoltaica do Rio Grande do Sul, passou por pintura e modernização das fachadas externas e recebeu novos geradores.

Comissões

É o órgão de assessoria, com caráter multiprofissional, composto por representantes dos diversos departamentos. A finalidade do grupo é manter e desenvolver um controle de qualidade sobre os materiais, medicamentos e insumos médico-hospitalares utilizados no hospital da Operadora, subsidiando tecnicamente os processos de aquisição pelos setores responsáveis, criando especificações, protocolos e padronizações dos produtos, atendendo às resoluções do manual do Ministério da Saúde e do Código de Defesa do Consumidor, particularmente na responsabilidade solidária, sempre avaliando o binômio custo/benefício.

Os membros da comissão são os representantes dos seguintes setores: Suprimentos, Enfermagem, Diretoria Técnica, Farmácia Hospitalar e Serviço de Controle de Infecção – SCIH.

Formada por vários profissionais envolvidos na assistência do paciente, essa comissão é presidida por um médico auditor e tem como competência fazer cumprir a Resolução do CFM 1638/2002. A resolução prevê a manutenção dos prontuários de todos os pacientes atendidos na instituição com os itens preconizados: a identificação do paciente, anamnese, exame físico, exames complementares solicitados e seus resultados, diagnóstico definitivo e tratamentos efetuados, evolução diária do paciente, registros de pareceres, prescrição médica, registros de sinais vitais, relatório de enfermagem, condições de alta ou óbito e CID (Código Internacional de Doenças). Este grupo é composto por um representante do Serviço de Arquivo Médico - SAME, um representante da Enfermagem, três representantes do Corpo Médico e presidido por um Médico Auditor.

As comissões de ética médica foram criadas pelo Conselho Federal de Medicina através da Resolução nº125 de julho de 1985 e possuem como principais atribuições supervisionar, orientar e fiscalizar o exercício da atividade médica, atentando para que as condições de trabalho do médico, bem como sua liberdade, iniciativa e a qualidade do atendimento oferecido aos pacientes, respeitem os preceitos éticos e legais. Mantem também o objetivo de instaurar sindicâncias, fornecer subsídios à direção da instituição, visando a melhoria das condições de trabalho e da assistência médica, discutir, divulgar e orientar sobre comissoess relativos à ética médica, aos médicos e usuários da instituição. Além destas, são também funções desta comissão representar o Conselho Regional de Medicina junto ao corpo clínico do hospital.

É responsável por organizar, no âmbito do hospital, o processo de captação de órgãos, identificar potenciais doadores e estimular seu adequado suporte para fins de doação. Os membros da equipe de Captação de Órgãos (ECO) do hospital do Círculo são formados por profissionais médicos, enfermeiros e psicóloga hospitalar.

É uma equipe multidisciplinar em que os profissionais estão envolvidos na prevenção, avaliação, tratamento e orientação ao cliente com risco ou portador de lesões de pele. Seus membros trabalham no intuito de padronizar normas de conduta dirigidas e organizadas, a fim de melhorar a assistência prestada ao paciente portador de lesões, a fim de prevenir a ocorrência de lesões de pele e melhorar a assistência prestada ao paciente portador das mesmas.

A CCIH do hospital do Círculo Saúde, elabora, implementa e avalia o programa de controle de infecção hospitalar, adequando-o às características e necessidades da instituição. Esta comissão é composta por representante médico do corpo clínico, representante do serviço de enfermagem, representante do serviço de farmácia, representante do laboratório, gerência hospitalar, diretor técnico, médico e enfermeira do controle de Infecção, representante do serviço de higienização, representante da lavanderia e representante da Comissão de Padronização de Materiais.

Este comitê tem como objetivo diminuir os possíveis efeitos adversos aos pacientes que recebem hemoderivados, racionalizar o uso de hemocomponentes, tendo como base parâmetros técnicos ao invés de subjetivos, e promover a informação atualizada aos integrantes da cadeia transfusional. Ainda tem a função de promover atividades de atualização aos profissionais integrantes da cadeia transfusional, supervisionar as atividades de hemoterapia realizadas no hospital, estabelecer um protocolo transfusional e realizar o controle ativo do uso de hemoderivados através de verificação de indicações, parâmetros e objetivos das transfusões.

Grupo multidisciplinar que se reúne com o objetivo de identificar, analisar e propor ações para a redução dos riscos no ambiente hospitalar. O gerenciamento de riscos é uma estratégia de qualificação dos serviços de saúde.

A comissão de análise de óbitos é um órgão de assessoria diretamente vinculado à autoridade máxima da organização. Este grupo tem como finalidade analisar óbitos, procedimentos e condutas profissionais realizadas, bem como a qualidade de informações dos atestados de óbitos. Também pretende criar formas de melhoria no atendimento à saúde de pacientes hospitalizados, com atenção a todas as áreas do hospital, além de analisar com especial atenção os óbitos com causas evitáveis, assim como óbitos cuja análise tenha sido solicitada pela direção hospitalar, médica ou técnica.

Esta comissão, regulamentada pela RDC nº 63, de 6 de julho de 2000, prevê a gestão da qualidade global na assistência ao paciente, por meio de avaliação contínua e individualizada, sendo possível identificar e resolver problemas. Além disso, pretende detectar precocemente os pacientes com comprometimento do estado nutricional, melhorando a resposta ao tratamento da patologia de base.

A Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) do Hospital do Círculo é uma instância colegiada, de caráter consultivo e deliberativo, que tem por objetivo selecionar medicamentos. Além disso a CFT assessora a diretoria, na formulação de diretrizes para seleção, padronização, prescrição, aquisição, distribuição e uso de medicamentos utilizados na Instituição.

Sustentabilidade

O Hospital do Círculo tem, em seus valores, o compromisso com a sociedade, sendo a sustentabilidade um dos pilares dessa relação. Por isso, pauta suas ações e decisões tendo como diretriz a responsabilidade ambiental. Dentre elas, estão a matriz de energia solar sustentável, sua arquitetura que valoriza o meio ambiente e a luz natural, a estação de tratamento de efluentes e outros programas e projetos sustentáveis.