Laboratório

Teste Paternidade - DNA

A análise em DNA é o teste de paternidade mais preciso atualmente. Deve ser realizado apenas com o consentimento de todas as partes envolvidas e não há restrição de idade para as crianças, assim como não há necessidade de jejum e de mudanças na rotina diária.

O teste baseia-se na comparação entre os genes que compõem o DNA, que é formado no momento da concepção e jamais mudará, mesmo depois da morte.O grau de coincidência deve ser total. Se não for, a legitimidade paterna é excluída. Se todos os genes coincidirem, então se afirma que o suposto pai é verdadeiro com grau de certeza acima de 99,99%.

A ingestão de drogas, medicamentos ou bebida alcoólica não produzem mudanças significativas no DNA a ponto de alterar o resultado de um teste de paternidade.

O DNA utilizado no teste é obtido de células epiteliais da mucosa oral (boca) através de swab (espécie de cotonete que coleta a amostra necessária) bucal.

O Círculo Operadora Integrada , através do seu laboratório realiza os seguintes Testes de Paternidades: o Teste de Paternidade Duo (com duas partes envolvidas, o suposto pai e o filho) e o Teste de Paternidade Trio (com três partes envolvidas: o suposto pai, o filho e a mãe). Demais exames acima de três partes envolvidas, deve-se consultar o laboratório. O teste não precisa ser agendado para realizar a coleta.

Documentação necessária:

  • Suposto pai: cópia de documento de identidade ou carteira nacional de habilitação e CPF
  • Filho: ser maior de idade, cópia de documento de identidade ou carteira nacional de habilitação e CPF. Se de menor, certidão de nascimento ou atestado de nascido vivo (fornecido pelo hospital na alta), se a mãe não fizer o teste junto é obrigatória uma declaração de autorização para a realização do exame (fornecida pelo laboratório) e a presença da mesma
  • Mãe: cópia de documento de identidade ou carteira nacional de habilitação e CPF